12 de out de 2007

A relatividade de Escher e a moda

Nas palestras de SP que dei para os clientes da Kite Têxtil, antes de apresentar as tendências apresentei 1 "cola" das décadas. Achei importante destacar como que cada década contribui para o desenvolvimento de produtos hoje, primeiro, porque estamos neste looping de décadas, segundo porque queria também apresentar quais rupturas estão prestes a acontecer no desenvolvimento de produto. A imagem que usei para abrir, foi Escher. Uma sensação de movimento em looping, ação e inércia, a lógica, o surreal, as direções, a ordem, os espaços , os volumes e a desordem que sentimos quando observamos a imagem, concluindo que somos desorganizados, ficamos sem saber que escada seguir que porta abrir, ou simplesmente esperamos o próximo passo dos personagem que caminham neste universo de Escher, eles se encontram?? não importa eles pertencem ao mesmo mundo assim como nós, estilistas, jornalistas, pesquisadores, desenvolvedores de produto, todo mundo vivendo no mesmo planeta que como sabemos esta em looping em torno do sol. Mas aterrizando nas décadas...
1900 abre com um silhueta "S" e nos anos 10 , o mundo surpreendido pela primeira guerra mundial se protege num casulo (silhueta) e termina a guerra. Chega os anos 20, vale uma pesquisa porque é um período riquíssimo em inovação em todas as áreas, e onde a "Arte inspira a moda", influência da arte oriental, art nouveau e destaque para art deco, com silhueta longilínea com destaque nos quadris, o estilo garçon, roupas sem manga, a pratica de esportes pelas mulheres, o uso da pantalona, do cinema ... as divas, a importância das revistas de moda Vogue e Haper´s como formadoras de opinião para as elites. Um período marcado pelo racionalismo.
1930- seguindo silhueta longilínea mas bem mais curva, valorizando as formas femininas, cintura colocada, a chegada do Nazismo, influência e detalhes militares e a associação de "funcionalidade ao produto, na arte Picasso = Guernica, na moda Chanel = tailleur, e no cinema personalidades marcantes femininas, Marlene Dietrich e Greta Garbo.
anos 40- crise na produção de matéria prima= saias mais curtas, New look Christian Dior, mudança no papel social da mulher (trabalho), final da segunda guerra mundial, a moda inspirada no lifestyle americano ou russo, cinema neo-realista e para entrar no clima "La vie en Rose" de Edith Piaf (mp3-1946)
anos 50- A filosofia inspira a moda= existencialismo (Sartre), Formas, Linha A, H, Palloncine (Bola), trapésio e muitas cores e por fim nasce o pret-à-porter. O surgimento do rock and roll = rebeldes bem vestidos.
anos 60- linha A normal ou invertida, o modelo americano (lifestyle) inspira a praticidade das roupas. A rainha do estilo anos 60 = Mary Quant, não esquecendo de Valentino na alta costura, década de triumfo do consumismo, atmosfera criativa (arte + tecnologia), exploração espacial, fibras sintéticas, Cultura pop( fantasia equilibra precariedade), pop art e novas percepções visivas (efeitos ópticos) , na estamparia = raport grande, novas propostas de expressões, rock and roll = atitude x drogas, Beatles , surge separado o desenvolvimento de produtos com foco no segmento teenagers e linha casual para mais velhos. Em 1969, o homem pisa na lua, a terra é redonda o homem é redondo, e woodstock anuncia a década da rebeldia = anos 70
década da revisão de valores = religião, família, autoridade, sexualidade, movimento hippie, confusão de estilo na haute couture e o pret-á-porter de desprende, Divórcio, aborto, movimento feminista, e a moda = modo de viver , mito ao corpo, popularização do bikini, evolução tecnológica têxtil, década atentados terroristas e que fecha com o surgimento da discoteca.
anos 80= feminilidade, burguesia, computação, mudança nos valores profissionais (profissional= agregador de valor), convivência com a ameaça de guerra nuclear. Milagre econômico, individualizaçãoX tribalização, democratização da moda, = ter dinheiro não significa ter estilo.
anos 90 = moda = papel social e psicológico, crise econômica mundial= moda unissex, analise de produtoX preço X conveniência X diversificação X produção X consumo, desenvolvimento de produto com foco na classe social, roupa+ função = promoção de imagem, preocupação com a ecologia= consequências do consumo e ai chegou o WTC para virar o mundo de cabeça pra baixo, down, as questões não são novas mas a forma de pensar mudou muito.
obs: esse txt é apenas uma cola mesmo, para não esquecer porque todos os temas abordados merecem pesquisa.

Nenhum comentário: