5 de mar de 2007

verão 2008 de colisões energéticas = Bit x Bite X Beat X Byte

Contraditório, fútil, multidiciplinar, com força nas diferenças (tecidos em contraste / complementares). Uma estação de confrontos férteis, onde o gosto pelo refinamento e o natural é ampliado, onde superfícies se movimentam e irregularidades são controladas, onde a simplicidade aparente é elaborada como a complexidade de uma pele humana, onde as superfícies exaltam acabamentos, fantasia e qualidade. Onde a consistência é enfatizada pela estética, com grande preocupação nas necessidades futuras do consumidor, os produtos se apropriam e favorecem a sensibilidade, sensualidade e a emoção. Para facilitar separei em 4 temas: Bit x Bite X Beat X Byte

BIT - O consumidor encantado pela elegância e luxo, que sucumbe a graça e a virtuosidade no nascimento de um estilo minimalista enriquecido com acabamentos artesanais (craft, handmade, indie, vintage, quilt). Resultado poético e bem humorado, estilo chic, relaxado, inocente, nostálgico(anos 50/60) que abre diálogo entre a consciência ambiental e a estética sedutora. Neste tema a sartoria renasce e reafirma a demanda por perfeição na manufatura, produtos "estruturados" de uma maneira inovadora. Tecidos de aspecto nobre que remetem a fibras naturais, rústicas (por vezes amassados) e luxuosos, exemplo, sedas cruas, junto com organdis e organzas, flertam com o algodão, crepes, lãs frias ou linhos opacos. Os revestimentos e as impregnações revelam aspectos crocantes (paper touch). Lustre nobre percebido nos tecidos planos e brilhos que flutuam, vedam e revelam a malharia leve. Os reflexos sedosos remetem a delicadeza das porcelanas, os algodões são mercerizados com cuidado, lãs e linhos chintz macios. Bordados pequenos com tons ultra-escuros. Padronagens monocromáticas com motivos: floral simplificado, geométricos e geométricos estruturados (mosaicos), jogos gráficos bicolores, listrados e xadrezes, gráficos distorcidos. Os brancos e os crus para gráficos frescos e florais barrados. Generosa volta, nesta estação, do prazer dos sentidos (em destaque - tátil). Percepções da natureza por um ângulo mais científico, convidam a um interessante passeio por novas tecnologias voltadas para ecologia e para 1 "imaginário biológico". As qualidades das fibras artificiais recebem valor novo emprestado das propriedades e qualidades das fibras naturais ou dos processos que não agridem o meio ambiente. A natureza é estudada sob um microscópio, estruturas moleculares, são interpretadas em micro-jacquares ou criam estruturas e composições gráficas imaginárias, florais improváveis, e insetos bizarros. Os volumes trazidos dos Crepons, seersuckers, contrapõem telas quase inertes, fleumáticas, que abraçam a pele. O brilho tem nuances moduladas e evocam variações de luz suave, vacilantes e ondulantes. Reflexos acetinados são revelados discretamente através dos revestimentos, dos fios introduzidos em apliques macios ou laços impecáveis. Foil dourado em bases discretas com tons de pele. Cortes-à-fio, queimados a laser... As listras perdem noção paralela com efeitos de ikat. Patchworks que misturam tecidos de decoração originais, podem ser personalizados pelo uso (desgaste) ou enriquecidos pela customização. Cores desgastadas. Acabamentos especiais e as lavagens diferenciadas para seduzir todos os mercados, quebram a uniformidade tátil e visual, com dois-tons (ritmos) atenuados, dispar-telas impressas, e tecidos com diferentes matérias-primas sobre-tingidos. O denim levemente cinza-esverdeado. Os jogos em tinturas, aplicações e scrapings jogam com o relacionamento íntimo entre o resistente e o degradável, o intenso e o difuso. Aspecto tweedy em algodões, os fios especiais de ráfia ou palha (natural primitivo). Pedras semi-preciosas adornam sedas e malhas. As misturas de algodão/seda e de linho/viscose com lustre controlado e aspectos de shantung. Os bordados elaborados com todo o know-how e virtuosidade dos artesões com multicolorido tutti-frutti (post específico sobre cores).

Links imperdíveis para inspirar a obra de mark ryden , cutxpaste e printpattern.

links de estilistas eley kishimodo, emma cook, hartmann nordenholz várias marcas em creatures of comfort como grey ant, karen walker, jovovich hawk, isabel marrant... outros estilistas lauren monffatt, marc jacobs, matthew williamson, miumiu, paul&joe, rebecca taylor entre outros.

continuo os temas a seguir...

2 comentários:

Margarida/ Renata disse...

OLÁ!
Gostariamos de divulgar o nosso cantinho, se não te importares. Estamos ainda no ínicio e uma mãozinha é sempre benvinda.
http://colarices.blogspot.com
Aparece posr lá...
Thanks

santa mistura disse...

neste minuto eu posto no tema byte ))